Quercus acusa governos e autarquias de uma má política de ordenamento

16-05-2011 12:47

 

Lisboa é 4ª capital mais impermeabilizada da Europa

Quercus acusa governos e autarquias de uma má política de ordenamento

A Agência Europeia do Ambiente divulgou, no dia 19 de Janeiro, um relatório muito relevante sobre a impermeabilização dos solos na Europa e as suas consequências potenciais (http://www.eea.europa.eu/articles/urban-soil-sealing-in-europe), confirmando os riscos há muito denunciados pela Quercus.

 
12:49 Quinta feira, 20 de Jan de 2011
 
Quercus acusa governos e autarquias de uma má política de ordenamento
 
 
A informação divulgada consiste num mapa da impermeabilização do solo no ano de 2006 recorrendo a imagens de satélite. Numa avaliação mais detalhada para 38 capitais europeias, conclui-se que Lisboa se situa em 4º lugar, depois de Bucareste, Tirana e Varsóvia, com uma área impermeabilizada de 60,66% em relação á sua área total, contrastando com Londres com 42,51% ou principalmente com a capital melhor colocada no ranking, Estocolmo, com 22,90%. A área impermeabilizada em Lisboa, tendo em conta a população, é de 105 metros quadrados por habitante. 

O solo é um dos recursos mais importantes do planeta porque nos proporciona todo um conjunto de serviços fundamentais como a produção de comida, o armazenamento de água subterrânea, protecção contra cheias, áreas de lazer e recreio, regulação micro-climática, entre outros. É um recurso fundamental que tem vindo a ser sucessivamente impermeabilizado à custa da construção de novas habitações (enquanto os edifícios existentes são deixados ao abandono) e de infraestruturas de diversa natureza como parques de estacionamento, estradas e outras ocupações públicas e privadas. A impermeabilização do solo impede muitas das suas funções, com implicações directas, por exemplo, num aumento do risco e da magnitude de diversos acidentes naturais. 
Voltar